PALAVRAS PROFÉTICAS PARA 2012

APÓSTOLO RONY CHAVES

Cada fim de ano o Senhor é bom para conosco ao nos dar um vislumbre das coisas que estão por vir. Antecipo que isto não é tudo o que Deus nos dirá, mas tão somente uma “Guia” que nos ajudará a caminhar nos próximos meses, focados em Sua Palavra Profética para fazermos Sua vontade soberana. Para este fim de 2011 temos a seguinte reflexão que nos levará à 2012.

GUIA PROFÉTICA DO ANO 2012
Apóstolo Dr. Rony Chaves

É muito importante para nós, como povo de Deus, recordar que Ele, o Senhor, é um Deus de Processos e de Tempos. Coisas que Ele nos anunciou em 2010 e em 2011 não desaparecerão nem deixarão de se cumprir pelo fato de que um novo ano começa. Na verdade, elas se manifestarão com mais poder na terra e seu cumprimento profético se acelera.
O que fora anunciado pelo Senhor e que ainda não entrou em sua esfera de cumprimento é parte de um “Processo Profético Divino”.
Em 2012, muitas coisas que já estão sucedendo no mundo e na Igreja crescerão e se manifestarão com mais força.
O Senhor é o Deus de Planos e Propósitos. Nada acontece por acaso ou sorte, da noite para o dia. Tudo obedece a um Plano Divino, perfeitamente traçado pelo Eterno com respeito ao sucesso, lugares e tempos.
Deus está no controle absoluto do que acontece sobre a face da Terra e entre Seu povo. Este Plano Divino está devidamente anunciado através dos tempos e da bendita Palavra de Deus, e está em concordância total com o que foi anunciado pelos profetas do Senhor, tanto na Antiguidade como nos tempos presentes.
O Plano Profético de Deus vem sendo revelado ao Corpo de Cristo através do Ensino Apostólico e Profético dos Apóstolos e Profetas estabelecidos pelo Senhor para edificar, direcionar e instruir a Seu povo nos últimos tempos, mesmo em meio à zombaria, escárnio e da critica legalista e religiosa de alguns medíocres que perderam o rumo do Espírito há muito tempo, e que, para justificar seu mau serviço na obra de Deus, vivem difamando e denegrindo aos Ministros sérios do Altíssimo.
Devemos recordar o que o Espírito Santo nos disse que aconteceria ou seria incrementado de 2010 em diante, bem como, o que em 2011, ANO DA MEDIDA EXTRA, ganharia mais força.
Em 2010 o Evangelismo Profético emergiu com poder. Um novo ciclo de Missões Latino-Americanas teve inicio. O crescimento do Povo Latino de Deus na America do Norte foi ativado. O decolar da Nova Geração começou e o despertar da consciência da Igreja para a obra de ação social teve inicio.
Em 2010 o Profético elevou-se à um altíssimo nível e com isto se desatou uma extraordinária onda de sobrenaturalidade, que deu à Ministros e Congregações o início de novas etapas e novas dimensões ministeriais.
Deus acelerou neste ano a concentração de um maior peso de Glória sobre a America Latina e ativou tempos de investidura de poder e de novo posicionamento do Seu povo na sociedade.
O Espírito Santo nos anunciou que 2010 seria um Ano de Grande Sinais no Céu e na Terra, e todas estas coisas foram cumpridas por Ele.
Em 2011 o Espírito Santo anunciou Seu enfoque no trabalho com a Família, bem como, um grande impulso para a nova geração de Empresários Jovens, para a Juventude e para o Ministério da Mulher.
2011 foi projetado pelo Senhor como um ano no qual surgiriam novas crises financeiras e novas oportunidades para os filhos de Deus. Seriam meses recheados de milagres incomuns e de poder profético.

ANO 2012

O ano 2012 será um ano importantíssimo para a Igreja de Cristo e seu amadurecimento. O Espírito Santo atua com o que Ele anunciou através da linguagem simbólica de Sua Palavra.
O número 12 na Bíblia está totalmente relacionado com a ORDEM, o GOVERNA, as ESTRATÉGIAS e a AUTORIDADE do Reino de Deus. A ordem, o governo, as estratégias administrativas e a autoridade de Deus estão intimamente relacionados com o Apostólico.
O número 12 aparece nas Escrituras muitas vezes, desde o livro de Genesis, relacionado com o Governo e a Administração do Senhor para com Seu povo (Doze foram as tribos de Israel e também as Regiões definidas por Salomão quando organizou a Israel).
No Novo Testamento, o 12 aparece várias vezes nos Evangelhos e no Apocalipse relacionado ao Modelo de Governo de Deus para a Igreja, através dos Apóstolos e demais Ministérios estabelecidos por Jesus (de acordo com Efésios 4:11, são: Apóstolos, Profetas, Evangelistas, Pastores e Mestres).
Os Apóstolos foram estabelecidos primeiro pelo Senhor para governar, edificar e ensinar Sua Igreja (1 Cor. 12:28). Portanto, é necessário anunciar profeticamente que em 2012 se inicia um Novo Ciclo de 7 anos que trarão o incrementar da manifestação do Poder Apostólico na Igreja, bem como, aos Ministros Apostólicos em meio às nações.
Isto acontecerá inevitavelmente:

1. Maior manifestação de Milagres, Curas e Sinais que evidenciarão a Presença do Cristo Ressuscitado em meio à Sua Igreja.

2. Aumento da Obra Social da Igreja no mundo, como estratégia Divina para a transformação de nações e comunidades. Deus suprirá tudo o que for necessário para os Projetos evangelísticos de ação social (Centros de Restauração, Orfanatos, Clínicas, etc).

3. Maior entendimento sobre a tarefa dos verdadeiros Apóstolos de Jesus, suas esferas de autoridade, da unção que lhes foi designada e do caráter humilde que devem evidenciar em seu processo de amadurecimento (A Igreja será livre do abuso e da sede por proeminência de alguns Apóstolos).

4. Intensificação da oração e intercessão profética por suas nações e territórios. Deus colocará em Seus Apóstolos e Profetas, uma carga maior por ativar a Igreja na Guerra Espiritual Estratégica Territorial com mais força. Novas e contundentes estratégias do Espírito nos serão dadas para liberar regiões. Os intercessores serão muito abençoados pelo Senhor.

5. Aumento do enfoque do Espírito Santo sobre o trabalho e o apoio às crianças e jovens. Ele os levantará, mesmo com pouca idade, em Liderança política, profissional e empresarial nas cidades, congregações e ministérios. Todo Ministério que respalde a infância e a juventude terá muitíssimo favor de Deus.

6. Fortalecimento do Mover Apostólico e Profético em muitas partes do mundo. Denominações tradicionais e Ministros reconhecidos se abrirão ao fluir Apostólico em suas cidades, dando testemunho de sua transformação.

7. Se iniciarão Movimentos de Transformação Nacional em diferentes países para trazer a Cultura do Reino com evidencias do poder de Deus. A América Latina será impactada pelo Espírito Santo de maneira poderosa. Várias nações começarão a evidencias o início de uma grande processo de Avivamento em si mesmas.

8. Surgirão novos falsos profetas e falsos mestres por muitos lugares. A Igreja deve prová-los e exigir sinais, identificação de suas coberturas e dados de suas trajetórias. Devemos ter cuidado com eles.

9. Continuam os tempos de “Honrar”. Abençoemos aos que merecem honra por seu serviço ao Senhor.

10. Terão continuidade as mudanças na política e na geografia das nações. Mateus 24 se cumprirá de forma contundente como anúncio da manifestação em Glória do Senhor e de Seu Reino.

2012 EM DUAS PERSPECTIVAS

O ano de 2012 corresponde ao Ano Bíblico de 5772, que por sua vez, está relacionado através dos códigos numéricos e das letras do alfabeto hebraico, com a expressão “Porta”.
Isso implica em que a partir de 5772 (2012), nos será aberta uma gloriosa porta Dimensional do Senhor, que dará início a um ciclo ou processo de 7 anos de tratamento Divino com o mundo e com Sua Igreja, para prepará-la para uma extraordinária manifestação do Espírito Santo e de Sua Glória.

O surgimento do Ano 5772 (2012) implica em alinhamento com os planos e a Agenda de Deus. Ele mesmo afinará nossos ouvidos espirituais para atendermos às Suas Convocações. Uma Grande Cortina se abrirá chamando-nos a enfocarmo-nos na Casa do Senhor.

O novo Ano que vem, nos anuncia que o Eterno estará poderosamente enfocado em afirmar a Identidade de Seus filhos. Isto também faz com que venham tempos de grande revelação Divina sobre nossa identidade em Cristo, nosso propósito de existência e sobre nosso futuro sobre a Terra.

O ano 5772 (2012) também significa: “Nuvem Espessa”. O que nos relaciona especificamente com a promessa de Deus dada no Salmo 65:11, no qual Deus nos promete derramar sobre nossas casas, Sua abundância, em forma de nuvens espessas, ou seja, unção de prosperidade.

De 5772 até o ano 5778 (de 2012 a 2018), o Senhor trabalhará em Seu povo para afinar entre eles os princípios de vida do Reino, sua cultura e nossa vida em família. Todo ministério que se enfoque em desenvolver planos para a família será muito prosperado.
2012 será uma Ano Apostólico por excelência. Iniciou-se em ciclo de 7 anos nos quais Deus fará mudanças substanciais com respeito à Justiça em nossas nações e trará Sua Ordem, Seu Governo e Modelo Soberanos. Ele posicionará Seus filhos em postos chaves de nossa sociedade. Devemos esperar depuração na Política dos países da América. Amem!

Apóstolo Hudson Medeiros

 PALAVRA PROFÉTICA 2012

2012 – Ano do novo som do Leão de Judá, que libera maturidade, paternidade e avanço.

O novo som do Leão

Adoração é uma arma muito poderosa, uma ativação com um nível de revelação nova. Buscamos o novo fogo e a nova adoração. A chave da nossa vitória, e o que preserva o novo cântico, é o fato de celebrarmos e adorarmos Deus, e não agradarmos a nós mesmos. O centro da adoração bíblica é Yeshua. Proclamamos que o Pai é bem vindo ao derramar Seu mover neste tempo. Recebemos inspiração e revelação de Seu plano perfeito para agora.

Que Sua unção seja livre enquanto O contemplamos.

Ativamos a adoração criativa inspirada pelo Espirito Santo. Liberdade em expressar o amor e gratidão ao Pai celeste. O som do Leão transmite o caráter Dele em mim e através de mim. Cada visitação de Deus traz um novo cântico. São cânticos novos que surgem durante a visitação, ou que, de alguma forma, caracterizam o mover de Deus naquele lugar ou época. Podemos até dizer que o novo cântico é uma evidência de que realmente está havendo uma visitação genuína de Deus.

Ativando a oração e adoração 24/7. Essa é a chave de Davi, que o levou a muitas vitórias, como nação, sobre todos os inimigos de Deus. Ore hoje pela salvação de milhares, seus familiares, seus amigos, vizinhos, etc. Agora, rendição ao senhorio de Cristo! Os céus estão abertos, é tempo de colheita nas 12 regiões proféticas. Nosso alvo aqui é ativar, neste ano, sentinelas para apresentar esta nação diante do Pai celestial, neste ano de muita importância para a sua transformação. Não há transformação sem oração. Desperta, desperta, Igreja!

Filhos maduros

O alvo da semelhança de Cristo continua diante de nós, para nosso crescimento e amadurecimento, deixando de sermos meninos e avançando para a estatura de homens maduros, que são guiados pelo Espírito de Deus.

Hebreus 13:20-21 – Ora, o Deus de paz, que pelo sangue da aliança eternal tornou a trazer dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, grande pastor das ovelhas, vos aperfeiçoe em toda a boa obra, para fazerdes a sua vontade, operando em vós o que perante ele é agradável por Cristo Jesus, ao qual seja glória para todo o sempre. Amém.

Filipenses 3:15 – Por isso todos quantos já somos perfeitos, sintamos isto mesmo; e, se sentis alguma coisa de outra maneira, também Deus vo-lo revelará.
Sujeitando nossa alma ao governo do Espirito e tendo o mesmo sentimento que houve em Cristo. A nossa posição é de servos e filhos que tiram as sandálias dos pés e se santificam para viver em terra santa, herdando o reino. Deus vai tirar os artefatos que nos trazem insegurança.

Aprendendo a ser pai de uma geração.

O Pai celeste nos dá um sinal daquilo que tem como propósito conosco, de como Ele nos quer avançando no reino.

Não permita que o inimigo o distraia da sua posição. Ele vai fazer você olhar para trás, para que você saia da sua posição! Deus, como Pai, tem aliança com os seus filhos, e Ele zela para cumprir e cumpre suas promessas. Ande com o Pai por aliança não por circunstâncias. Viva o seu destino de Filho. Faça aquilo que o Pai o mandou fazer e Ele cuidara de tudo na sua vida. O espírito de maturidade vem para trazer a paternidade de Deus sobre nós e através de nós. Deixe subir o nível apostólico; os apóstolos surgirão apontando o rumo para Deus como Pai.

Todos os que são filhos responsáveis estão se posicionando como leão; existe uma estratégia divina nisso.

Os pastores nos campos de Belém deixaram as ovelhas para ver a manifestação da glória. O nosso primeiro propósito é voltar a atenção para a manifestação da glória de Deus, nosso foco será Ele. Perceberemos que ele está aqui em todo o tempo, e nos chama para a mudança de estação. Ele veio em nossa direção para sermos filhos e gerarmos filhos Dele.

Ocupação dos lugares de influência.

Transformação pessoal levando para transformação da nação. Esse é o tempo de vencermos fraquezas com o desfrutar da graça divina em forma de amor e paixão por Deus Pai. Uma nova Liderança profética está sendo levantada, com um conjunto de ensinos e ministrações que equipam e capacitam os ministros, atuantes em suas localidades, a avançar em uma plataforma apostólica e profética para as regiões e as nações. Ativamos núcleos de influência, grupos de pessoas que servem juntos na sociedade civil ou no governo, que são grupos de afinidade vocacional, sendo organizados a partir do interesse comum temporário.

Trabalhando e buscando a Deus até ver subir o nível profético.

Nível internacional de liderança.

O Brasil logra um crescimento econômico sustentável e equilibrado e, com base nisso, reforça suas estratégias regionais, tornando-se o pólo articulador do processo de integração econômica e infra-estrutural da região (IRSA), com apoio das instituições multilaterais (BID, Bird, CAF e agências de desenvolvimento européias, japonesas etc.). Avança também o respaldo por todos os países da região à definição de metas comuns econômicas e sociais.

O aumento substancial da integração econômica e social da região sustenta-se com base na consolidação da integração física e na disposição estratégica de criar uma identidade política sul-americana.

Desse processo de integração resulta maior estabilidade na ocupação econômica e social das zonas fronteiriças e do interior do continente, reduzindo a desigualdade econômica regional. Reduzem-se assim significativamente áreas de tensão social e política nas fronteiras entre os países. Os Estados Unidos retiram-se da função de polícia antidrogas da Colômbia e desmobilizam sua política de constituição de uma força comum regional de combate ao crime organizado e de proteção militar das fronteiras.

A inserção internacional do Brasil será calcada em sua própria identidade, vocação, interesses e valores.

Diferentes conformações da ordem internacional certamente impactarão o Brasil e seu entorno, mas não necessariamente implicarão mudanças radicais nas possibilidades de projeção do país no exterior.

De modo geral, a projeção é de que o Brasil seguirá avançando rumo a uma maior presença e participação política e econômica mundial, de alguma forma reduzindo o gap entre a grande proporção dos seus atributos territoriais, econômicos, populacionais e políticos e sua pequena influência política e econômica internacional.

Também predomina a percepção de que a projeção internacional do Brasil tem sua base principal na região sul-americana. Projeta-se que o Brasil seguirá ampliando sua presença na região sul-americana para além de suas já tradicionais exportações de produtos industriais. Deverá diversificar sua presença econômica na região, seja em projetos de infraestrutura, seja por maior integração logística e de comunicação, seja em maior nível de integração produtiva, investimentos externos regionais e convergência regulatória.

Fonte: Resumo do DOSSIÊ BRASIL: O PAÍS NO FUTURO – O Brasil no mundo: conjecturas e cenário
Autores : Sebastião C. Velasco e Cruz; Ricardo Sennes

INICIATIVA DE DESENVOLVER UMA PLATAFORMA APOSTÓLICO PROFÉTICA NO BRASIL

Quem tem ouvidos, ouça. Mateus 11:15
O que é que o Espírito diz à Igreja no Brasil?
Qual é o papel da Igreja no Brasil nas próximas décadas?
Qual é o futuro que Deus tem para esta nação?
Qual é a estratégia para implementá-lo?

Estas são apenas algumas das questões que a Igreja no Brasil, e especialmente em Brasília, e os líderes da Igreja devem estar se perguntando .Podemos ver claramente que entramos em uma época de profecias se cumprindo rapidamente, tempos de transição e alinhamento com o calendário de Deus.

Este é um momento crucial para a Igreja no Brasil. A nossa capacidade espiritual para discernir esse momento profético deve acelerar agora, e movidos pela compreensão da finalidade e destino de Deus para a nossa nação, os propósitos de Deus devem ser lançados e implementados.

Dependendo do seu conhecimento de Deus, e sua área geográfica e histórica, cada nação é posicionada em um quadrante diferente ou em um alinhamento profético dos tempos de Deus. O relógio profético no Brasil tem um cronograma profético diferente da Europa ou da África, por isso é muito importante para nós discernirmos os tempos.

A própria criação está esperando, esperando por tomarmos o nosso lugar, assumirmos o nosso papel como agentes de mudança, cura e transformação. Milhões de pessoas no Brasil estão esperando para ver uma Igreja que vai além das suas paredes com o poder de Deus.

Porque a própria criação será libertada do cativeiro da corrupção para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação geme e sofre as dores de parto até agora, e não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, aguardando a adoção, a redenção do nosso corpo. Romanos 8:21-23.

Vigias e porteiros:Deus fez algumas pessoas proféticas para trabalharem como vigias e porteiros dentro da nação; mas para suportar isso, precisamos de base suficiente na Escritura. Se a Igreja não afeta a cidade, então os poderes espirituais das trevas que são atribuídos para a cidade vão levar pessoas a alcançar níveis de influência dentro da cidade a fim de realizar a agenda desses poderes espirituais. Por outro lado, se a Igreja é uma Igreja que afeta a cidade, então o Espírito de Deus levantará pessoas para os níveis de influência na cidade, para implementar a agenda que Deus tem para a cidade.

Por isso é muito importante, e mesmo vital, compreender o papel que ocupa a revelação profética da estratégia divina no avanço do Seu Reino.

Vigias Proféticos: São aqueles que vêem à distância e estão a antecipar eventos, anunciar o que está para vir. Descrevem o que vêem no futuro pelo Espirito Santo.

Os porteiros: São os guardas dos portões da cidade, os que abrem ou fecham as portas para que nada nem ninguém possa entrar ou sair sem o seu conhecimento. Os porteiros se movem em função da visão recebida dos atalaias; executam o plano e a estratégia de acordo com a revelação recebida pelos vigias proféticos.

O papel da Atalaia e do Porteiro em nosso tempo e na sociedade: É o papel dos profetas e do povo profético posicionados estrategicamente a partir da Igreja (não preso por ela) dentro de esferas de influência no país (governo, empresas, finanças, educação, etc.

Hudson Medeiros
Coordenador da RBIOJ /Brasil de Joelhos

Apóstola Neuza Itioka

Direções para 2012 .

Ágape Reconciliação Ministério de Libertação

A.M.A.R. R.Júlio de Castilhos 1033 CEP 03059-000 São Paulo SP Tel/ 2081 6161

Para vocês, amados, um Glorioso 2012!!

Que o ano de 2012 seja o ano do Senhor, onde possamos experimentar, na sua presença, a maior Glória de Deus! Nestes últimos meses, Deus tem me falado de que Ele nos criou para desfrutarmos da sua Glória. A sua Glória é o ambiente para o qual, Ele nos inseriu e a vestimenta que Ele nos preparou foi o manto da Glória.

O ANO DE 2012 COMEÇOU DEBAIXO DE GRANDES EXPECTATIVAS. 2012 é o ano do governo, pois 12 é o ano onde o governo e o domínio de Deus deve prevalecer. Este ano, estamos mais próximo da volta do Messias, e conscientemente, colocquemo-nos portanto debaixo do governo do Messias.

Estou lhes escrevendo de Denton, Texas. Vim participar da conferência anual, que Chuck Pierce organiza, chamada, “Iniciando o ano Corretamente” Este ano deram um nome um pouco diferente: “Cross Over for the New Day”- “Passando para um Novo Dia”. E, assim apodemos dizer que o ano de 2012 tem a ver com muita conquista e muita vitória. Este ano vai ser um ano extraordinário de muita colheita.

A igreja de Cristo, por sua natureza, participa do governo sobrenatural de Deus, mas está envolvida no drama humano, na profundidade dos sofrimentos e da dor, pois ela é o Corpo de Cristo que deve viver como se fora próprio Jesus, sendo a medida da verdade no meio da mentira, procurar executar a justiça no meio injustiça e ser misericordiosa, no meio da crueldade do pecado humano.

Há os que discernem, que este é o ano, em que Apolion, um dos principados poderosos das trevas, vai dominar, apressando a vinda de anti-Cristo. E, de acordo com o Calendário do povo Maya, o fim do mundo é anunciado, de em Dezembro deste ano, o mundo acaba.

Em meio a tudo isto, os profetas de Deus dizem que o ano 5572, ano hebraico, que se iniciou, em Setembro… lembrando o número dois, o último número do ano,…. dois, significa casa e que nós devemos estabelecer a nossa casa, a casa do povo de Deus, a casa de Deus para que Deus venha governar cada unidade.

Neste ano, devemos esperar a manifestação de muitos milagres. Este será ano de manifestação ilimitada do poder de Deus. Será o ano da revelação da sabedoria de Deus, em todas as dimenções. Como tudo o que é profético é condicional, dependendo com que atitude o seu povo, aceita e coopera com a Palavra de Deus falada e decretada, irá depender com que atitude iremos enfrentar o ano.

Estou muito impressionada, por que Deus tem arrebatado pessoas para dar uma volta por céus e dar uma espiada pelo inferno. E, isto para mostrar quanto a Palavrade Deus é verdadeira. Nesta conferência ouvi a história de três esquimós sendo levados por Jesus para ver como é o céu e o inferno e ressuscitaram e estão atraindo milhares de pessoas, para Jesus!

Já temos divulgado sobre a experiência dos sete jovens da cidade de Columbia, a ressurreição do pastor nigeriano Daniel que quase foi levado para o inferno e Deus lhe deu a oportundade para voltar e falar da realidade do céu e do inferno. E, da equatoriana de 17 anos que também foi levada por Jesus para ver o inferno e voltou para contar como o céu é maravilhoso e como o inferno é horripilante. Todos eles testeficam de que no inferno tem o lugar onde os que conheceram verdade foram…os crentes que não viveram a verdade..a mensagem é a mesma, nós escolhemos, para onde vamos.

O ano de 2012 pode se iniciar diferente, para quem deseja o novo. A recomendação do apóstolo e profeta profetas, Chuck Pierce foi de termos tudo novo, por que Deus está guiando para o novo: uma nova visão, novo propósito, focado em coisa nova, atitude nova. Temos que criar um ambiente novo de muita Glória de Deus, chamando um novo som, para a terra.

Deus criou seus filhos para a desfrutar profundamente da sua Glória. Vivemos as dimensões do céu, pois estamos assentados nos lugares celestiais, juntamente com Cristo Jesus (Ef.2:7,8). A igreja foi feita para viver o aspecto sobrenatural, da manifestação da Glória de Deus. E esta dimensão é a da presença sobrenatural de Deus, com a característica de coisas ilimitadas. Deus está trazendo sobre a face da terra a SUA SOBRENATURALIDADE: graça ilimitada, poder ilimitado, amor ilimitado, recurso ilimitado…e, ao mesmo tempo, convivemos com a dimensão de muita dor, do sofrimento, da deterioração de costumes, da destruição da família, tentativa de massacre, mordaça, da ditadura de perversão sexual, imposição da cultura da morte, corrupção e destruição.

Por isto, não podemos esquecer o chamado da igreja para ser sal da terra, que irá nos ajudar a impedir a deterioração da sociedade e ser luz para iluminar a escuridão, dando aesperança a multidão que realmente está se dirigindo a passos largos para a sua própria perdição eterna.

Um dos aspectos relembrados pela Conferência Cross Over, “Passando para o Novo Dia” foi de que a Igreja de Jesus é sim uma comunidade de amor, comunidade terapêutica de cura, libertação, recuperação dos membros, dos intercessores, dos guerreiros, mas que nunca deveríamos esquecer de que ela deve desempenhar o papel da voz profética para denunciar o pecado, decretar juízo, participar do governo de Deus, expressando a sua verdade, a sua justiça e a sua misericórdia nas famílias, nos bairros, cidades, estados e nações.

E, assim a igreja não deve esquecer de anunciar o juízo de Deus, mas também a usar da misericórdia. Deve ser o lugar de encorajamento e recuperação dos guerreiros, mas não deixar de enviá-los ao mundo para ganhar os que se perdem…

Na última reunião dos guerreiros, em Dezembro,dia 14, no nosso ministério, recebemos uma palavra de um dos membros que haveria apostasia de e perdição de multidões pela grande decepção provocada pela infidelidade e conduta anti cristã dos grandes líderes. E, vamos ter de ouvir Deus e obedecer, para que o Espírito Santo tenha a sua liberdade em atuar no Corpo de Cristo no Brasil, para evitar a perdição muitas ovelhas.

Vamos continuar a orar pelo Brasil e o avivamento nunca dantes visto, prometido por Deus.
Vamos continuar a pedir perdão pelos pecados do povode Deus e da nação para que Deus tenha oportunidade de agir no nosso meio. Especialmente, sem demagogia, mas com simplicidade, arrependamo-nos, pelos pecados dos grandes líderes que debaixo de grande engano, estão conduzindo milhões para a apostasia! Não concluamos que somos melhores do que qualquer um deles, pois não somos; fomos feitos do mesmo material.

Queremos ver a nossa nação sarada e temos a receita da sua Palavra, a velha, mas sempre verdadeira: “Se o povo que se chama pelo seu nome, se humilhar e orar e converter dos seus maus caminhos, eu ouvirei do céus e sararei a sua terra.”

Deus os abençoe
Neuza Itioka

Apóstolo Arles Marques

Os próximos tempos

Diante do anunciado “Fim do Mundo”, ou “Apocalipse 2012”, e os demais sinais filmados e televisionados nestes dias, fica a pergunta que martela a mente de muitos irmãos em Cristo: “Qual a oração, a atitude correta, diante das batalhas que se apresentam no cotidiano brasileiro?”, “Será sábio lutar contra um governo mundial, visto que Deus o anunciou em Sua Palavra que não falha?”

Para responder a essas indagações temos que dividir as respostas de forma madura.

1º As revelações contidas no livro do Apocalipse, a exemplo do restante da Palavra de Deus, se cumprirá cabalmente, não passará nem um til, nem uma vírgula, sem ser totalmente cumprida. E dessa forma esperamos que se levante um governante mundial, o iníquo, o anti-cristo. E não adiantaria orar para que isso não aconteça.

2º Entretanto, Deus em Sua Palavra praticamente não endereça suas admoestações à igreja, mas faz menção de cidades e nações, que devem ser julgadas por suas iniquidades, e salvas pelo possível temor a Deus e Senhorio de Cristo a que se sujeitem. Assim, devemos batalhar para que a iniquidade que tomará conta das nações da Terra não alcance a nossa cidade. “Se alguém quiser ir pro inferno, terá que se mudar de nossa cidade”!

Parecem coisas antagônicas, mas refletindo melhor, a história e os testemunhos dos irmãos na fé, nos revelam que cidades são poupadas ou destruídas, dependendo do posicionamento profético de seus líderes espirituais.

Desastres naturais têm sido desviados de cidades, e acabam se dirigindo a outra cidade, por causa da intercessão, do temor a Deus, do posicionamento vigilante dos atalaias e guardiães daquela cidade.

Podemos pensar que, o mundo jaz no maligno, mas o nosso querido Brasil vive debaixo do reinado de Cristo, e devemos batalhar para que a malignidade se afaste de nossa terra, e que o governo mundial encontre resistência no Brasil, e principalmente que O nosso Deus se agrade de nós, de nossa fé, e poupe o Brasil, livre a nossa nação, das terríveis tribulações que assolarão o mundo.

Quero crer que, assim como fez com Nínive, Deus nos abrirá espaço, para transformar uma possível destruição juntamente com outras nações, em livramento, em preservação e em vida!

No meio de grandes assolações previstas para o fim dos tempos, nossa batalha, nossa oração, nossa confiança deve estar num Deus que tem alegria em livrar as cidades que forem achadas dignas, naquele dia!

Se o mundo vai continuar jazendo no maligno, nós viveremos pela fé, e fé em Cristo Jesus nosso Senhor e Salvador!!!

APÓSTOLO ARLES MARQUES,
Presidente da Comunhão Cristã – Igreja Apostólica
Presidente da RAMC – Rede Apostólica de Ministérios Cristãos
Secretário Geral do Conselho Apostólico Brasileiro.

Paulo de Tarso.
Igreja Apostólica Betlehem

Aliança – Um pacto eterno com O Único Deus que existe

Nas vésperas de 2012, um ano alvo de tantos comentários, maldições, prognósticos, agouros, ano que está sendo encarado pelo povo de Deus como um período de incertezas e temores, e sinto que estejamos ouvindo os rojões e vendo os fogos que apontam para os cultos a falsos deuses e nos esquecendo da Aliança que temos com Deus através de YESHUA, que selou não com sangue de ovelhas ou de touros este Pacto, mas, com o seu próprio Sangue Puro, A nossa Redenção.

Quando Abrão, percebendo que envelhecia, e não compreendendo como poderiam se cumprir as promessas de Deus a seu respeito, questiona a Deus, que lhe responde afirmando que o herdeiro que haveria de ter não seria algum servo de sua própria casa, mas, um filho natural, nascido de suas entranhas, Abrão, questiona mais uma vez Deus sobre de que maneira isso ocorreria, e então Deus “bate na mesa”, e manda que Abrão lhe prepare um sacrifício, porque ali, Deus faria um pacto com ele. Ou seja, não tendo nada mais forte, maior que Deus pudesse fazer para provar a Abrão que cumpriria sua promessa, Deus faz uma Aliança com Abrão, porque uma Aliança é um Pacto feito que não pode ser quebrado.

“…estabelecerei a minha Aliança contigo e com a tua descendência depois de ti em suas gerações, como pacto perpétuo, para te ser por Deus a ti e à tua descendência depois de ti.” (Gn. 17:7 )

Estou perplexo nestes últimos dias tendo me encontrado com pessoas que exercem ministérios apostólicos e proféticos em nossa nação e que são autoridades sobre milhares de pessoas e que baratearam a expressão do que é uma Aliança, e a vulgarizaram de tal maneira que se faz e se quebram Alianças de maneira tão absolutamente leviana, que apenas refletem como nós O povo da Aliança, nos tornamos maculados com os costumes do mundo e deixamos a Palavra de Deus, por tradições e impressões humanas e ensinos que nos favorecem a nós em detrimento do que estabelece a Sã Doutrina… Precisamos voltar para Deus e para a Sua Aliança dada a nós e precismos com dor, “despedir as mulheres e os filhos que trouxemos da Babilônia”, coisa tão difícil como foi no dia em que Esdras confrontou aqueles que voltaram do exílio e que intentavam restaurar a Casa de Deus, e a Cidade do Grande Rei.

Não há como reconstruir O Reino com entulhos de Babel.

Hoje, as pessoas no meio cristão dizem tão facilmente que estão aliançados uns com os outros; nossas músicas compostas por salmistas que aprendem uma doutrina longe da Bíblia, apenas reproduzem o ensino que tiveram, e com melodia conseguem gravar como uma tatuagem a alma do nosso povo, e a verdade ganha borrões, como as pixações feitas em pedras, quase impossíveis de serem removidas.
Líderes na frente da igreja, declaram que estão em Aliança uns com os outros, nunca tendo se importado com o peso de tal declaração, mas, meramente pelo “impacto” de espiritualidade que isso pode causar e pelo benefício que podem ter, da mesma maneira que firmam tais Alianças as quebram, ou delas se esquecem, porque jamais as valorizaram como Deus o faz.
Líderes obrigam pessoas sob sua autoridade a declararem que estão em Aliança, sem jamais ensinar o que é, ou os limites e as implicações de se romper uma Aliança, e jamais… JAMAIS, mencionam as maldições decorrentes do DIVÓRCIO, DO ROMPIMENTO DA QUEBRA DE UMA ALIANÇA.
Os namorados hoje, fazem uma Aliança de Compromisso, e é capaz de algum pastor orar e ungir a tal Aliança de prata, que não garante nada e ao mesmo tempo amaldiçoam a tantos. Como um homem que se deita com uma prostituta e se faz uma só carne com ela… Quantos líderes, irresponsáveis, dizem ter alianças com centenas de pessoas que talvez nem se lembrem os nomes, e que pactuados com tantas pessoas trazem para sua própria casa e para os seus amados, problemas, pecados, demônios que jamais precisariam estar ali, se não fosse nossa completa distância dos padrões de Deus. Acho graça em ouvir, que há Alianças maiores e menores (Há coisas mais sérias e outras nem tantos). É como alguém me dizer que ama a esposa e ama a amante, que que são dois tipos de “amores” diferentes em sua vida, e que a Aliança com uma é mais séria e com a outra é importante, mas, menos “séria”! DEUS ATRAIA-NOS DE VOLTA!

Todos os profetas que profetizaram lembraram da Aliança que Deus fez com o seu povo. Os evangelhos e todos os escritos Apostólicos, falam do cumprimento da promessa que uma Nova Aliança seria dada para o povo judeu, e estendida para as nações, sendo que esta Aliança não seria escrita em tábuas de pedra, mas, nos corações. Não é de se estranhar, que o Satanás, se empenhe tanto para confundir, cegar, e manter na completa ignorância aqueles que deveriam ensinar, mas, que metem-se em cadeias de orgulho e promiscuidade.
Até Salomão, que teve Aliança com 300 mulheres (NADA LOUVÁVEL), tinha por certo quem eram e quantas eram as concubinas (NADA LOUVÁVEL, NADA DIGNO DE HONRA, OU EXEMPLO A SER SEGUIDO), mas, uso este exemplo para mostrar que pelo menos Salomão tinha o hábito de CONTAR… (Tinha noção de com quem estava aliançado)… Aquelas mulheres lhe trouxeram os seus deuses, e o mesmo edificador de uma Casa para O Eterno, edificou para a Rainha dos Céus, e adorou a Quemos e a Moloque.

Aliança, precisamos nos arrepender, porque O Nosso Deus é um Deus de Aliança!

Deus fez uma Aliança com Noé, seus filhos e descendentes (fez conosco), de que não destruiria mais a Terra com um Dilúvio. Deus pôs o seu Arco no Céu. Sinal da Aliança! Este sinal é para que todos vejam e se lembrem da Aliança. Quando O Sinal aparece nos céus, a Natureza está nos dizendo: “A iniquidade de vocês é tanta, que Deus só não destrói este mundo com um dilúvio, porque entrou em Aliança com vocês”. Aliança é coisa grande, é algo perpétuo, se o “ímpio afastar-se e quiser deixar a Aliança, Deus que é Justo permanece fiel!”.

Deus estabelece uma Aliança com Abraão. Uma Aliança acerca da Terra e uma Aliança acerca de sua descendência. Deus exige que todo descendente de Abraão que tenha Aliança com Ele, tenha o Sinal da Aliança: A Circuncisão.

Deus faz uma Aliança com o povo (descendentes de Abraão), e ordena que eles não fizessem Alianças com o povo da Terra e nem com os seus deuses! Uma Aliança não permite adultério!

“Não farás Aliança alguma com eles, nem com os seus deuses.” Ex.: 23:32

Deus marca O Shabat, como um Sinal de Aliança perpétua com Ele; Deus evidencia a Aliança com seu povo afirmando que coisas Maravilhosas, não vistas em nenhum outro povo seriam vistas pelo povo da Aliança, e eles mesmos veriam tais sinais; Deus estabelece sinais da Aliança no tempo que é O Shabat; na Alimentação que é O Kashrut (alimentos puros e limpos); dando-lhes a Torah e as Tábuas da Lei; nas vestes com os filactérios e as borlas; nas casas com as Mezuzot (caixinhas nos umbrais das portas, onde vai escrito trechos da Torah reconhecendo que Deus é O Único Senhor de todos); na Língua que é o Hebraico (a única língua que foi extinta e voltou a ser falada); Deus deixa claro que só haveria um lugar no Mundo em que O Seu Nome seria invocado (este lugar é Jerusalém, o Monte Moriá, lugar em que YESHUA reinará sobre todas as nações da Terra)…
Havia um “Porta-Aliança”, que era a Arca da Aliança. No Lugar em que a Arca estava, a Presença de Deus estava lá.

Porque tantos sinais, para que nós não nos esqueçamos da ALIANÇA. Porque não se pode esquecer de uma Aliança, porque há bênçãos para os que forem fiéis à Aliança e Maldição para os que forem infiéis. Porque um “Porta-Aliança”, porque a Aliança precisa ser guardada, protegida, cuidada. Deus está presente na Aliança. Quando fazemos Alianças, estamos invocando um dos atributos de Deus (Sua Fidelidade e sua Palavra).

“Guardai-vos de que vos esqueçais da Aliança do Senhor vosso Deus, que Ele fez convosco, e não façais para vós nenhuma imagem esculpida, semelhança de alguma coisa que O Eterno vosso Deus vos proibiu.” Dt. 4:23

Em YESHUA, a Nova Aliança prometida por intermédio do Profeta Jeremias é extendida primeiro aos judeus e depois aos povos da Terra. Esta Aliança que agora une O Criador e aqueles que aceitaram seu Pacto de Amor, selado com a Vida do Mashiach, é a maior certeza que existe neste Universo. As Palavras do Aba, as profecias todas se cumprirão cabalmente, pois, podem passar os Céus e a Terra, mas, não passarão as promessas do Nosso Deus.
Os homens firmam Alianças de casamento, e cada casal, torna-se um símbolo, um sinal para a sua geração do que será Cristo e sua Noiva, quando estiverem juntos.
Deus odeia o divórcio, e quando o homem torna-se infiel à Aliança firmada com sua esposa, age de forma contrária ao que YESHUA, fará em respeito de sua Noiva.
Hoje os divórcios, os adultérios, estão cada vez mais comuns, e cada vez que fazemos vistas grossas a estas coisas, pecamos contra Deus, desprezando O Sinal da Aliança, que Ele estabeleceu entre as famílias. Nos esquecemos o quanto A Aliança que Deus estabeleceu conosco é Verdadeira e Pura e não pode ser quebrada, e simplesmente fingimos que coisas assim acontecem…

“Todavia me perguntais: Por que? Porque O Eterno tem sido testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, para com a qual procedeste deslealmente sendo ela a tua companheira e a mulher da tua Aliança.” Mal.: 2:14

Porque Deus odeia o divórcio? Porque o próximo passo de quem não honra Alianças feitas entre os homens, é romper a Aliança que fez com Deus… Isso se já não ocorreu antes???

“As estradas estão desoladas, cessam os que passam pelas veredas; alianças se rompem, testemunhas se desprezam, e não se faz caso dos homens.” Is. 33:8

Trazemos estranhos aliançados a nós para a Aliança que temos com Deus; trazemos estranhos aliançados a nós para a Aliança que selamos com nossas esposas (ou maridos).
Nos confundimos, nos perdemos, nos acostumamos, nos esquecemos, nos enganamos e não há mais Oriente para nós… Estamos perdidos, esperando o nascer do Sol, para lembrarmos de onde virá O Nosso Socorro.
Reis faziam Alianças com o povo; Jonatas, herdeiro do Trono, fez Aliança com David; Reis faziam Alianças com outros reis e com outras pessoas, e traziam sobre si e traziam para quem lhes era próximo obrigações e maldições, pelo esquecimento, pelo descaso, pela ignorância sobre o que realmente é Aliança.

“Irmãos, como homem falo. Uma Aliança, ainda que meramente humana, uma vez confirmada, ninguém a anula, nem lhe acrescenta coisa alguma.” Gl. 3:15

As mazelas que temos visto e das quais nos entristecemos acerca do Corpo de Cristo, de líderes que nos inspiraram no passado e de repente se tornam em motivos de escândalos, precisam ser tratadas da única maneira que Deus sempre tratou de seu povo e dos seus Ungidos… De dentro para fora. Do individual para o coletivo. Ainda queremos um Brasil aos pés de Cristo, e um impacto de evangelismo mundial, e isso está diretamente ligado à nossa capacidade de nos voltarmos para Deus e crer que O Deus que pode fazer uma nação nascer num só dia, está Vivo e não perdeu suas forças.

“Então se levantou Esdras, o sacerdote, e disse-lhes: Vós tendes transgredido, e casastes com mulheres estrangeiras, aumentando a culpa de Israel. Agora, pois, fazei confissão ao Senhor, Deus de vossos pais, e fazei o que é do seu agrado; separai-vos dos povos das terras, e das mulheres estrangeiras. E toda a congregação respondeu em alta voz: Conforme as tuas palavras havemos de fazer.” (Ezr 10:10-12)

Assim como parece impossível e doloroso demais mandarmos as nossas esposas embora e os filhos que tivemos com elas, Deus está dizendo que nós fizemos Aliança com o pecado e com “pessoas e situações” que ferem a Aliança que temos com Ele, e está esperando que nós nos desliguemos dos pecados e de todo tipo de abominação que praticamos contra Ele, desonrando a Aliança que nos foi dada, com o Selo do Sangue do Cordeiro de Deus. Assim também é hora de fazermos uma boa reflexão sobre que tipo de alianças nós temos feito e buscarmos certamente com choro e humilhação um verdadeiro arrependimento por nossa leviandade.

“Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou pão; e, havendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo que é partido por amor de vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é da Nova Aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes do cálice estareis anunciando a morte do Senhor, até que Ele venha. ” (1Co 11:23-26)

Que neste período do ano de 2012, urgentemente corramos para restaurar nossa Aliança com Deus, nossa Aliança Matrimonial e nos preparemos para que O Deus da Aliança nos Santifique para a Sua Glória.

(Abaixo uma canção que creio que todos conhecem e que consegue traduzir em melodia e sons, a pureza que O Nosso Deus Maravilhoso tem esperado de nós)

2012 – Ano da Restauração da Aliança com O Nosso Deus

Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s